Notícias
15/01/2016 - http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-27--216-20150527
Empreendimento de saúde investirá R$ 70 milhões em Londrina
http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-27--216-20150527

Até o final de 2017, Londrina contará com uma estrutura diferenciada de prestação de serviços na área da saúde. Localizado na Gleba Palhano, no alto da avenida Ayrton Senna da Silva, o Palhano Medical Center será um Centro Integrado de Saúde que reunirá consultórios médicos de diversas especialidades, consultórios odontológicos, clínicas médicas, centro de diagnóstico médico, laboratório clínico, hospital geral, hospital dia e serviços de apoio.

O empreendimento é uma iniciativa de um grupo de investidores formados pela GBX Incorporadora, com ampla experiência em projetos imobiliários para áreas de saúde e atuação no Brasil e exterior, e de parceiros locais como a Ultramed. O investimento na obra está estimado em R$ 70 milhões.

Espelha no conceito internacional de Medical Centers, o empreendimento que será construído em Londrina tem similares nas cidades de São Paulo (Higienópolis Medical Center, Itaim Prime Medical Center com atuação do Hospital Sírio Libanês e Campo Belo Medical Center com serviços do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Fleury Diagnósticos), Salvador (Itaigara Memorial Medical Center e Linus Pauling Medical Center), Florianópolis (Baía Sul Medical Center), Rio de Janeiro (MDX Medical Center) e Manaus (Millennium Medical Center).

Em um único local, haverá uma estrutura integrada que permite ao médico realizar consultas, solicitar diagnósticos, realizar cirurgias e otimizar o seu tempo de atendimento para ampliar a dedicação aos pacientes, evitando deslocamentos e agilizando o conhecimento de resultados de exames. "Realizamos vários estudos no mercado americano para desenvolver projetos adequados às necessidades da área médica no Brasil. O empreendimento é construído levando-se em conta as necessidades de cada especialização médica, com capacidade física e instalações apropriadas para atender aos equipamentos médicos atuais e às tecnologias futuras", enfatiza Fábio Navajas, diretor presidente da GBX Incorporadora.

Segundo ele, o grande diferencial do empreendimento é a sinergia entre todos os procedimentos médicos que passam a ser realizados em um mesmo local. "No momento da consulta, o médico solicita os exames pela intranet diretamente ao Centro de Diagnóstico por Imagem e ao Laboratório Médico. Os resultados retornam via sistema. Se o caso for grave, a liberação de sala de cirurgia é imediata. O profissional faz toda esta gestão usando o computador e o elevador, sem perda de tempo e proporcionando agilidade e o máximo conforto ao paciente", completa.

ESCOLHA DE LONDRINA

A definição de Londrina para a construção do 10º empreendimento com conceito integrado de serviços de saúde pela GBX Incorporadora, levou em conta a referência médica da cidade como polo de saúde e a carência de estrutura local com concentração de alta tecnologia na área médica. A localização na região da Gleba Palhano foi pautada pela vertente de crescimento da cidade. "Os empreendimentos que construímos no Brasil contam com parcerias locais de empresas referenciais na área da saúde. Em Londrina, a parceria foi realizada com a Ultramed que está há mais de 30 anos no mercado apostando sempre em investimentos e atualizações tecnológicas", aponta Navajas.

INFRAESTRUTURA

Em um terreno de 4,3 mil metros quadrados, o empreendimento terá área construída de 33 mil metros quadrados, abrangendo 23 pavimentos, sendo quatro subsolos para estacionamento com mais de 400 vagas de garagem. No térreo estarão o Pronto Atendimento e o Centro de Diagnóstico Médico, com três recepções independentes para acesso ao Hospital, Consultórios e Centro de Diagnóstico. Quatorze andares serão destinados a consultórios, totalizando 186 salas modulares com cerca de 35 metros quadrados, servidos por outros seis elevadores, sendo um exclusivo para uso dos médicos.

O sistema hospitalar para atendimento particular e convênios, está disposto em quatro andares e servido por quatro elevadores exclusivos, com mais de 100 leitos, unidades de terapia intensiva e salas cirúrgicas para o Hospital Geral e Hospital Dia.

SISTEMA CONSTRUTIVO

O empreendimento não terá pavimentos tipo. "As lajes são planas, sem vigas e com 22 centímetros de espessura, o que garante sustentabilidade e permite total mobilidade para o planejamento das instalações internas dos consultórios", aponta Navajas. As paredes são em drywall e inseridas de acordo com as exigências das especialidades médicas, do piso ao teto, com total isolação acústica. Para cada consultório está previsto um estudo de layout que será realizado pelos arquitetos londrinenses Élcio Mello e Nádia Diniz com o objetivo de otimizar os espaços de acordo com as especialidades.

O sistema de shaft irá concentrar todas as tubulações, facilitando o acesso atual e modificações futuras. "Todos os andares contam com o fornecimento de gases medicinais", destaca Navajas. Os tetos nos andares terão forro de alumínio removível também para facilitar ampliações futuras e os corredores estão projetados com dois metros de largura para passagem e manobra de macas. Todas as portas têm 90 cm de largura, permitindo a circulação de macas e cadeirantes. "A altura de piso a piso entre pavimentos é de 3,42 metros, facilitando a distribuição das instalações, especialmente quando houver união entre dois ou mais consultórios", afirma Ivan Smarcevscki, arquiteto responsável pela obra.

Outro diferencial está nos banheiros. Eles serão construídos no piso de recepção e em todos os andares, proporcionando comodidade aos pacientes. E dentro de cada consultório, os banheiros são instalados de acordo com a melhor localização apontada pelo profissional de saúde. "Entregamos os consultórios prontos com tudo o que o profissional precisa e personalizados de acordo com a mobilidade exigida pela especialidade médica. Não é o profissional que se adapta ao empreendimento, mas o contrário", salienta Navajas. Segundo ele, alguns grupos de referência na área médica no Brasil já manifestaram interesse em vir para Londrina para atuar dentro da estrutura que o Palhano Medical Center vai oferecer.

O projeto arquitetônico do empreendimento leva também a vertente da sustentabilidade ambiental com a utilização de vidros reflexivos para o aumento do conforto térmico e a diminuição do consumo de energia elétrica por ar condicionado. O empreendimento terá sistema de captação de água da chuva, iluminação de leds nas áreas comuns, elevadores inteligentes, coleta seletiva de resíduos e bike parking. O revestimento externo em pele de vidro e pastilhas, e interno em laminado melamínico, exclui a utilização de tintas acrílicas para pintura das paredes, o que facilita a higienização.

A obra será realizada pela CONSTRUTORA MÁZZIA, com sede em Londrina, em consórcio com a Consplan, que tem sede na Bahia e foi responsável pelo projeto piloto deste novo conceito de atendimento médico no Brasil, reunindo amplo conhecimento na edificação de empreendimentos médico-hospitalares. A construção está prevista para iniciar em junho deste ano, com previsão de entrega em 30 meses. "O empreendimento de Londrina será ainda mais avançado que os demais já inaugurados, agregando mais tecnologia e sofisticação. Reservamos uma área dentro do empreendimento que, futuramente, poderá dobrar a capacidade de atendimento da área hospitalar", adiantou Navajas.

Voltar às notícias
Endereço
Rua Dallas, 18 - Jd. Maringá
CEP 86060-100 - Londrina - PR
Construtora Mázzia © 2010. Todos os direitos reservados.